segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Sem visitas






Sem espaços, solitária em seu mundo fechado,
Protegida do lado de fora,
Seus dias não expressam nenhuma reação.

Na imensidão do limite,
Entre viver e sentir,
A sua volta existem apenas lugares inexplorados,
Pertences que nunca foram compartilhados.

Na ilusão de se perder de si,
Sem forças para prosseguir,
O melhor é ficar,
Permanecer no mesmo lugar,
E deixar a falsa proteção lhe guiar.

2 comentários:

Stivie Sena disse...

tb escrevo poesias..
e bah mto boa
vc sabe lidar bem cm as palavras
vou ler seu blog + seguido

Vivian Pereira disse...

Olá Lívia!!! td bem???

Adorei o poema, vc utiliza tão bem as palavras que transforma esse catinho em algo admirável e encantador!!!

Obrigada pelo carinho e pelos comentários nos meus blogs!!! Quando quiser é só aparecer ok??

Obrigada tb por divulgar meu banner... vou levar o seu tb e assim q possível estarei colocando lá e dando os devidos créditos...

Novamente... Parabéns por esse blog Maravilhoso!!!!

Bjosss,

Vivian

www.criatividadeenostalgia.blogspot.com
www.vieouviporai.blogspot.com

Postar um comentário