sábado, 27 de fevereiro de 2010




Mesmo que a distância nos separe,
E a vida nos afaste,
Não irei me cansar de te buscar.

Irei procurar em cada estrada,
Em cada chegada,
Por onde passar.

Te sentindo... olhando para o mar...buscando teu olhar...
Em cada andar,
Em cada falar,
A procura dos teus traços,
De sentir teus abraços, me envolvendo sem cessar.

E ainda que o tempo perdido não volte,
E os momentos vividos se apaguem,
Em tua presença irei encontrar,
Abrigo e alguém que ao meu lado irá sempre estar.

8 comentários:

@Fakelicious disse...

"Mesmo que a distância nos separe,
E a vida nos afaste,
Não irei me cansar de te buscar"

Lindo demais <3

Quando a gente ama de verdade a gente espera, a gente não esquece, a gente não se cansa! :)

LADY DARK ANGEL disse...

eu ja sou o contrario eu me distancio

War Inside My Head disse...

BELA POESIA LIVIA...QUE NOME LINDO VC TEM ...O MESMO DA MINHA FILHA!
OBRIGADO PELO COMENTARIO!
BEIJOS E SUCESSO COM O BLOG!
VOU SEGUIR TB!

Macaco Pipi disse...

muito bom hein
SEMPRE ESCREVENDO BEM!

Menina X. disse...

Senti uma nostalgia passar por mim ao ler um poema tão lindo.É impressionante a capacidade das marcas que pessoas que passam por nossas vidas deixam na gente!Não sei se é bom ou ruim,mas o amor é dedicar-se sem esperar nada em troca.E quando deixam algo na gente,é como se não sentíssimos o vazio.A certeza é,ninguém consegue viver sozinho no mundo!

Adorei seu "quem sou eu"
:)

se puder visite
www.ameninax.blogspot.com

Junior Pereira disse...

Olá, Lívia, estou retribuindo a visita que vc fez no meu blog, demorei mais vim, hahahah

Mto bonito seu poema.

Que legal que vc estuda filosofia, eu estudo por conta, sou um auto didata medíocre. Sobre a psicanálise freudiana, eu não gosto não. Tem algum texto sobre isso? Tem alguma coisa sobre Kant, Vauchez, Sêneca, Cherteton?

Qualquer coisa acesse o meu blog e deixe por lá como comentário:
.
http://www.apostoladoshema.com/2010/02/o-senhor-do-aneis-historia-do-autor-jrr.html
.
Até mais!

Poesias-Fran.R.M disse...

Gostei muito do que você escreveu, quando amamos alguém procuramos está pessoa em todo o lugar e nunca cessa a vontade de encontrar, o passado se tornou algo atrás e muitas lembranças se apagam, mas persiste a vontade de reencontrar quem amamos e criar novos momentos únicos e perfeitos.

=)

Bjs!

Washington Benjamin disse...

Encontrei seu blog por acaso, gostei. Também sou fascinado por todas “escolas” da psicologia, gosto de Freud e Pavlov.
Bjux

Postar um comentário