quarta-feira, 3 de março de 2010





É noite.O céu sem estrelas, a lua encoberta por nuvens carregadas de solidão e medo.
Em meio a árvores envolvidas por uma leve camada de neblina e a terra úmida, depois de um dia inteiro de chuva;ela chora.
Encolhida e escondida de tudo, perdida de si mesma,ela não encontra saída.
O medo lhe consome, em estado de agonia ela sangra , feridas surgem na sua pele expelidas de sua alma doente e frágil.
A dor é incessante; ela grita... tamanho é seu descontrole, ultrapassando os limites e chegando nos extremos da loucura.
Isolada e excluída de um mundo na qual ela nunca fez parte;Onde nunca foi a protagonista da sua própria historia;
Ninguém percebe o seu sofrer.
Então só há uma saída: Ficar e esperar o sol nascer.

3 comentários:

Juliano Todesco disse...

Ei Lívia, tdo bem? Adorei seu post e vi no seu perfil que vc tem interesse em vários assuntos no blog, meu blog tem um pouquinho de cada coisa e adoro blogs que as pessoas deixam o pensamento e a vivência se transformar em belas mensagens e por isso vou t seguir se me permite, convido-lhe a me seguir e comentar a respeito de meus posts, seja comentário positivo ou negativo será sempre bem-vindo. Grande abraço e espero q aceite meu convite! Juliano (Blog do Juliano)

Leonardo Marques disse...

Esse pequeno trecho me remeteu a parte do filme Lua Nova em que Edward termina com a Bella e ela fica perdida na floresta. Muito Bom!

---------------------------------------------

Aceito parceria sim, ja coloquei seu banner lá no Parada Obrigatória. Depois passa lá pra conferir.

http://www.parada-ob.blogspot.com/

Achados e Perdidos - Tudo o que você procurava disse...

"Então só há uma saída: Ficar e esperar o sol nascer. " Fato!
Adorei, continue a escrever. Ganhou mais uma leitora :]

Postar um comentário